PT

    YEIP: Técnicas de Pesquisa Qualitativa para um público-alvo mais jovem

    INOVA+

    A INOVA+ selecionou um grupo de jovens (entre 21 e 25 anos) das áreas de Psicologia e Criminologia, interessado em fazer parte do projeto YEIP – Youth Empowerment Innovation, enquanto investigadores voluntários e orientou um curso de formação sobre como conceber uma ferramenta inovadora para prevenir a marginalização dos jovens.

    No passado dia 7 de abril, a INOVA+, orientou um curso de formação sobre como conceber uma ferramenta inovadora para prevenir a marginalização dos jovens.

    A formação de 1 dia, que teve por base a metodologia desenvolvida pelo IARS (UK), o coordenador do projeto, proporcionou perspetivas úteis sobre técnicas de pesquisa qualitativa aos participantes.

    Após uma breve apresentação do projeto e dos parceiros envolvidos, os formadores apresentaram alguns conceitos introdutórios sobre pesquisa qualitativa e valores a ter em consideração em pesquisas de políticas lideradas por jovens. Os conceitos expostos seguiram a filosofia do projeto: jovens na linha da frente da investigação, a utilizar a sua energia e competências para participar no processo de construção de um modelo de prevenção YEIP para benefício de outros jovens.

    Com base em conceitos teóricos, a formação focou-se não apenas nas ferramentas que os jovens precisam adquirir para serem capazes de liderar uma pesquisa qualitativa sólida e nas suas particularidades e objetivos, como também nas dimensões éticas que terão de ser tidas em consideração ao lidar com menores de idade em contexto escolar.

    A segunda parte da formação foi dedicada à aplicação prática destes conceitos, em particular nos focus groups e entrevistas, as atividades que serão implementadas no âmbito do YEIP. Os investigadores começaram a conceber em conjunto o formato e as questões que irão fazer aos estudantes de modo a melhor compreender os fatores que podem levar um jovem à radicalização ou marginalização, e que ferramentas de prevenção seriam mais eficazes para fazer face a tais riscos. Os temas estão relacionados com a identidade, valores e aspirações, mas o peso da economia e contexto social também serão abordados.

    O próximo passo no projeto consistirá no recrutamento de mais duas pessoas para integrar a equipa (os interessados podem encontrar mais informações aqui), e para participar na organização e implementação das atividades de pesquisa nas escolas.

    Os dados recolhidos nesta fase serão analisados e compilados pelos próprios jovens, com o apoio da INOVA+. As suas conclusões e recomendações serão integradas num relatório que o coordenador irá criar com os resultados de todos os países parceiros (7), de modo a conceber um modelo de prevenção YEIP eficaz. Os resultados desta segunda fase serão publicados no website do projeto, como foram já publicados os resultados da primeira fase sobre o estado da arte da prevenção da marginalização dos jovens.

    Para mais informação sobre o projeto, podem contatar Aurélie Delater: (aurelie.delater@inovamais.pt).

    O YEIP está a ser implementado em resposta à Call for proposals EACEA Nº 34/2015 KA 3: Apoio à reforma de políticas – Iniciativas para a inovação de políticas – [Experimentação de políticas europeias nos campos da Educação, Formação e Juventude liderada por autoridades públicas]. O projeto é cofinanciado sob o Programa Erasmus+, Acordo nº 2016-2927 /9.

    yeip-project