PT

    Eco2Covid testa e monitoriza águas

    INOVA+

    O Eco2Covi já está em fase de desenvolvimento. Financiado pelo Sistema de Incentivos ID&T COVID-19, no valor de 482k€, o projeto foca-se no desenvolvimento de plataformas de deteção e monitorização em águas do Coronavírus.

    O projeto em copromoção é liderado pelas Águas do Tejo Atlântico, em parceria com a INOVA+, a Universidade de Coimbra, e a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa. As plataformas inovadoras criadas no âmbito deste projeto são baseadas em nanotecnologia, para deteção do coronavírus SARS-CoV-2 em águas residuais. Desta forma, os parceiros estarão a aprofundar e potenciar o conhecimento no pré-tratamento de águas residuais e desenvolvimento de biossensores.

    A plataforma prevê a deteção do vírus de forma expedita, in-situ e com baixo custo, algo que até à data não é possível. O impacto ambiental é também uma das preocupações do projeto, sendo os materiais utilizados no processo maioritariamente biodegradáveis.

    A Unidade Digital da INOVA+ está envolvida no desenvolvimento da plataforma com lançamento previsto já no primeiro trimestre de 2021.