PT

    Já arrancou o projeto Data Literate

    INOVA+

    A Universidade de Vilnius está a coordenar um novo projeto denominado “Data Literate: Digital Data Literacy for Education”, num consórcio composto por quatro países, nomeadamente Lituânia, Portugal, Espanha e Itália.

    Este projeto tem como missão a capacitação de educadores em Literacia de Dados Digitais, através de iniciativas de desenvolvimento profissional contínuo e de uma abordagem prática e colaborativa que permitirá não só aos professores, mas também aos líderes escolares e estudantes aumentar as suas Competências Digitais, em particular as relacionadas com literacia de dados digitais para a educação.

    Tendo de transitar para o ensino à distância do dia para noite, as escolas enfrentaram a pandemia como um desafio quintessencial adaptativo e transformador que evidenciou lacunas existentes e profundamente enraizadas. Tudo isto mostrou claramente a importância da aprendizagem digital e a necessidade de um desenvolvimento profissional contínuo (CPD) de professores de alta qualidade em TIC. Por outro lado, a COVID-19 chamou atenção renovada para competências digitais específicas, incluindo a Literacia de Dados Digitais (DDL).

    Mesmo antes da pandemia, já estava bem definido que é impossível não reconhecer que os dados são essenciais para a vida quotidiana, uma vez que quase tudo é digital, e algo digital produz e consome dados. Simplificando, e respondendo às necessidades acima mencionadas, o projeto Data Literate tem a missão de capacitar os educadores em DDL. Alinhados com tal missão, os objetivos específicos são:

    • Aumentar a consciência da relevância do DDL num mundo cada vez mais digital;
    • Desenvolver a capacidade em DDL aplicada a fins educativos;
    • Criar um curso de CPD no âmbito do tópico DDL para educadores;
    • Fortalecer a prontidão para a educação digital (através do DDL) e assim mitigar o impacto da COVID-19 na educação;
    • Assegurar que os professores saibam comunicar, mobilizar recursos, e adaptar a prática às necessidades dos estudantes, especialmente num contexto digital;
    • Promover, apoiar e motivar a qualidade, o CPD dos professores que se baseia na utilização do DDL para melhorar a aprendizagem;
    • Contribuir para uma mudança cultural nas instituições relativamente às atitudes em relação ao DDL e à abertura para o mesmo;
    • Aumentar significativamente as competências de dados dos professores e dos estudantes e, assim, aumentar o seu sucesso académico e qualificá-los para uma carreira de sucesso, adaptando-se às necessidades crescentes para competências DDL nos mercados de trabalho cada vez mais orientados para os dados;
    • Reforçar a capacidade dos líderes escolares para aprofundar a compreensão dos dados dos estudantes e das escolas.

    Para mais informações sobre o projeto, contactar Catarina Abrunhosa!